domingo, 10 de junho de 2007

Sucedeu Assim...

Assim,
Começou assim
Uma coisa sem graça,
Coisa boba que passa,
Que ninguém percebeu.
Assim,
Depois ficou assim
Quis fazer um carinho,
Receber um carinho,
E você percebeu.
Fez-se uma pausa no tempo
Cessou todo meu pensamento
E como acontece uma flor,
Também acontece o amor.
Assim,
Sucedeu assim,
E foi tão de repente
Que a cabeça da gente
Vira só coração
Não poderia supor
Que o amor me pudesse prender,
Abriu-se em meu peito a canção
E a paixão por você.

(Tom Jobim - Marino Pinto)

Neste dia especial, uma das canções mais lindas do meu primeiro mestre de Bossa Nova, o grande Tom que me continua a emocionar e a encantar até hoje.Uma canção que me arrepia e é muito particular para mim.
Experimentem ouvir a versão que eu tenho, "Tom Jobim, Inédito", a voz tranquila, a respiração de Tom e um piano intimista que nos estremece por dentro e faz sentir cada letra e cada nota a tocar na pele.
Se os olhos se molharem... que bom...
É sinal....

...que amamos,
...que o desejo de fazer e receber um carinho ainda está dentro de nós,
...que há esperança.
E que "como acontece uma flor... também acontece o amor"!

3 comentários:

bio disse...

ai o amor!!!!
lindo minha Té, amar é estar sempre a beira de um precipicio, é bom demais, mas as vezes sofre-se muito. Beijos no seu coração que tanto sabe amar

Anónimo disse...

Minha querida amiga,
O Tom é mesmo um gênio!!!
Sabe muito bem de amor...
E já que falamos de amor, só pra lembrar: Amamos você!!!!!
Beijinhos grandes,
Lila e Cia

Teka disse...

Querido Bio
Que bom que inaugurou este espaço com as suas palavrinhas sempre tão bem vindas e especiais na minha vida.

Lila
Muitas saudades das nossas conversas.