sexta-feira, 27 de julho de 2007

Sonhos...


Há-de haver algum lugar
No confuso casarão
Onde os sonhos serão reais
E a vida não
No lugar deve existir
Uma espécie de bazar
Onde os sonhos extraviados vão parar
(Chico Buarque)

4 comentários:

antó(nimo) disse...

Dúvida:
Será: “No meu blogue há quem leia o que eu não escrevo” – do “manual de instruções para lidar com o insólito”
ou
“Só somos responsáveis por 50% do que dizemos/escrevemos, os outros 50% são da responsabilidade de quem ouve/lê"

Alberto Caeiro diz:

“Assim como falham as palavras quando querem exprimir qualquer pensamento,
Assim falham os pensamentos quando querem exprimir qualquer realidade,
Mas, como a realidade pensada não é a dita mas a pensada.
Assim a mesma dita realidade existe, não o ser pensada.
Assim tudo o que existe, simplesmente existe.”

pessoa disse...

...então exista,mostre-se,pois as palavras têm apenas o peso que podem ter.

Estrelita disse...

Não pode ser! por favor Teka e Antó(nimo), nunca se encontrem. Senão está tudo estragado e lá ficamos nós sem a história... e que faremos depois? Lá teremos que andar à procura de outros blogues ou voltar a ver telenovelas.
Teka eu sei que ele é um charme, sensível, inteligente, interessante... mas sabe-se lá... Estou com o 2 em 1... quem sabe um D. Giovanni.
Antó(nimo), gostei de si, mas não se encontre com ela. Parece sensível, etc., etc., etc. mas nunca se sabe!
Eu quero continuar a ser uma leitora, quero ter alguma coisa para comentar com as minhas amigas.
Mas, pronto, se ela lhe der muitas tampas, um homem não é de ferro e eu no tempo da escola também gostava de escrever, e, sei lá.

evidência disse...

...pois,mas devia saber , pelo menos, que não se brinca com sentimentos, pois são "coisas" sérias!