sábado, 19 de abril de 2008

Ficar "assusta"...


2 comentários:

luzinha incoerente disse...

Hoje basta um relance para se conhecer…
O pessoal gosta do zapping e é mais rápido – é como ler um livro de BD – em diagonal, e em 3 minutos leu-se a história toda… ;)

A coragem de se expor e a determinação e assertividade com que se assume pensar diferente.

A incoerência!
Ah! Adoro a incoerência – faz-nos mais humanos!

Teka disse...

Eu também gosto da incoerência, do assumir que não somos perfeitos, nunca seremos...

Por mais manuais de auto-ajuda que se "engulam", jamais seremos perfeitos, jamais vamos aprender tudo... e como isso é fantástico!

Detesto "Manuais de Procedimentos" que ensinam a VIVER... credos, manifestos, cartilhas, bíblias...

Também não gosto do "zapping" nas relações humanas, da era do "descartável" em que vivemos...

Ficar... o tempo suficiente para poder sair sem “história”, sem comprometimento...

A era do "proteger-me do outro"...

A era do contacto humano qb...

Tem as suas vantagens... e desvantagens...

Um tema a desenvolver...